• Fale conosco agora mesmo!
  • Matriz: Florianópolis, Rua Saldanha Marinho, 374, Ed. Zigurate
  • Fale conosco (48) 3037-9450

Qual a diferença entre GED e ECM?

ECM e GED

Com o aumento do conteúdo produzido por empresas nos últimos anos, GEDe ECM são siglas comumente ouvidas em corporações de médio e grande porte. Ter um controle mais eficaz sobre o conhecimento corporativo tornou-se algo imprescindível. Entretanto, mesmo com essa nova cultura, é possível notar uma certa confusão com relação a conceitos: afinal, o que GED e ECM querem dizer e quais suas diferenças?

A sigla GED vem de “Gerenciamento Eletrônico de Documentos”. Seu conceito, muitas vezes, é associado exclusivamente à digitalização de documentos, porém, digitalização é apenas uma das partes que o compõe. Pode-se dizer que o GED é um sistema (ou conjunto de sistemas) para gerenciar toda propriedade intelectual da empresa que esteja em forma de documentos, sejam eles digitais ou físicos.

Já a sigla ECM, do inglês “Enterprise Content Management“, trata do gerenciamento do conhecimento de uma empresa como um todo, de modo que o que antes ficava disperso (computadores, gavetas, livros ou na cabeça das pessoas), agora possa ser controlado.

Em ambos os conceitos, é importante que sejam levados em consideração alguns pontos:
- Captura – como conseguir esse documento ou conteúdo.
- Armazenamento – qual a melhor forma/local para armazenamento.
- Gerenciamento – controle de acesso, manipulação, visualização, versionamento, etc.
- Distribuição – o conteúdo deve estar acessível a todos que dele precisem, com o menor esforço possível.
- Preservação – como garantir a segurança do conteúdo.

Apesar de certa diferença conceitual, não existe uma regulamentação que defina o limite do que é GED ou ECM. Sendo assim, é comum que projetos que tinham GED como foco inicial acabem atendendo necessidades relacionadas a ECM, e vice-versa. Por conta disso, algumas definições tratam GED e ECM como sendo a mesma coisa.


Tags: ,

Deixe uma resposta